DESAFÍO: CIUDADES PARA TODOS

DESAFIO: CIDADES PARA TODOS

Quais desafios sua cidade enfrenta para reduzir desigualdades? Se você está interessado em desenvolver uma proposta que inclui abordagens inovadoras, convidamos você para participar dessa solicitação de propostas.

Para obter inspiração, conheça a experiência de laboratórios urbanos na série de podcasts "Inteligencia Urbana". Encontre mais informações no seguinte blog (em espanhol).

Por: Banco Interamericano de Desenvolvimento

 

iconoAberto até 20 Fevereiro, 2022

Innovative solutions to transform and revitalize the tourism sector

CONHEÇA OS SEMI-FINALISTAS DO CITIES FOR ALL CHALLENGE QUE SERÃO ORIENTADOS PELO BID:

  • Co-criação de estratégias de projetos comunitários de autoconstrução para a geração de módulos adaptáveis em unidades ambientais críticas: a economia circular como ferramenta de aprendizagem - Laboratório Urbano do Município de Mendoza, Argentina.
  • Emergencia habitacional: Gobernanza, articulación y participación para la planificación local de la vivienda de interés social - Município de Renca e Fundación Techo, Chile
  • Inovação social e revitalização urbana dos canais do Gran Bom Jardim - Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor) e da Fundação para a Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova) do Município de Fortaleza, Brasil
  • Habitação social para aluguel em edifícios com potencial para reutilização: Plano de Projeto Piloto Parcial Centro San Bernardo - Empresa de Renovación Urbana y Desarrollo Urbano de Bogotá, Colômbia
  • Promover a redução da ilha de calor e descontaminação do ar na Área Metropolitana de San Salvador - Unidade de Inovação do Escritório de Planejamento do Conselho de Prefeitos da Área Metropolitana de San Salvador (COAMSS/OPAMSS), City Adapt, Universidade de El Salvador e Universidade Dom Bosco, El Salvador. 
  • Eu decido e construo meu habitat - Município de Apizaco, Governo do Estado de Tlaxcala, Instituto del Fondo Nacional de la Vivienda para los Trabajadores (INFONAVIT), Secretaría de Desarrollo Agrario, Territorial y Urbano (SEDATU), e Observatorio de Ciudades del Tecnológico de Monterrey, México.

O QUE ESTAMOS PROCURANDO?

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), através do seu Laboratório de Cidades, busca identificar desafios urbanos associados a vulnerabilidades sistêmicas que acentuam a desigualdade nas cidades da América Latina e do Caribe.

Ao falar em vulnerabilidades sistêmicas, nos referimos a: acesso deficiente a soluções de acesso a financiamentos e a soluções de moradia de qualidade; acesso inadequado a serviços básicos; desconexão socioespacial entre os informais e os formais; acesso limitado ou inexistente a tecnologias de informação e comunicação; vulnerabilidade e resiliência a mudanças climáticas e desastres naturais; e oportunidades limitadas de emprego formal.

Procuramos identificar desafios que podem ser solucionados com abordagens experimentais (protótipos de esquemas, pilotos, modelos de soluções iterativas, etc.) de modo a projetar soluções inovadoras, replicáveis e escaláveis.

COMO PARTICIPAR?

A entidade candidata deve preencher a candidatura on-line, levando em consideração os seguintes pontos:

  • Preencher o formulário de candidatura e enviá-lo através da plataforma on-line dentro do prazo final especificado. O prazo final é 20 Fevereiro, 2022 (23:59 EST). 
  • •    No formulário de candidatura, as entidades candidatas devem anexar os seguintes documentos de apoio detalhados na seção de exigências: carta de recomendação de uma autoridade do governo municipal (utilize o Formulário A), e o formulário de experiência relacionada à inovação da entidade candidata (utilize o Formulário B).

O QUE VOCÊ GANHA SE SUA PROPOSTA FOR SELECIONADA?

Seis equipes semifinalistas participarão de um processo de mentoria para melhorar a definição do desafio, que será apresentado em um pitch day. A partir dessas equipes, três equipes serão selecionadas para receber assistência técnica do BID (de até US$ 35.000) para trabalhar em um processo de experimentação iterativa consistindo de codesign, implementação e avaliação de um protótipo ou projeto-piloto que contribuirá para a resolução do desafio.

OBSERVAÇÃO: O valor de até US$ 35.000 não será entregue como recurso financeiro em dinheiro ou em bens, mas financiará serviços para o design e a implementação do projeto.

QUEM PODE PARTICIPAR?

Cidades dos 26 países-membro mutuários do BID na América Latina e no Caribe, especificamente entidades que promovam a inovação urbana, como parte de governos municipais ou em parceria com eles. Por exemplo:

  • Um laboratório de inovação urbana ou um escritório / unidade de inovação que faz parte de um governo municipal. 
  • Uma agência ou laboratório nacional, regional ou local que é associado a um ou mais governos municipais.
  • Uma universidade ou grupo da sociedade civil que trabalha com inovação em cidades e que esteja associado a um ou mais governos municipais.

 

Diretrizes

Perguntas frequentes

LINHA DO TEMPO

* As datas são aproximadas e sujeitas a revisões.

  • Lançamento da competição

    1º de dezembro de 2021
  • Prazo final para recebimento das propostas

    20 Fevereiro, 2022 (23:59 EST)
  • Comunicação aos semifinalistas

    Abril de 2022
  • Processo de mentoria de definição do desafio

    Abril de 2022 – Maio de 2022
  • Pitch de apresentação do desafio

    Maio de 2022
  • Anúncio das 3 equipes vencedoras

    Maio de 2022
  • Desenvolvimento do processo de experimentação

    A partir de maio de 2022

As entidades candidatas devem atender às seguintes exigências:

  1. A cidade na qual o desafio for identificado pertence a um dos 26 países-membro mutuários do BID na América Latina e no Caribe.
  2. O governo local da cidade onde o desafio é identificado tem um período de administração restante de pelo menos um ano e meio (18 meses). 
  3. O desafio identificado é limitado a uma cidade ou um consórcio de cidades.
  4. O desafio identificado está associado a uma ou mais das vulnerabilidades sistêmicas que acentuam a desigualdade nas cidades.
  5. A entidade candidata está identificada em uma das seguintes categorias:
    •    Um laboratório de inovação urbana ou um escritório / unidade de inovação que faz parte de um governo municipal. 
    •    Uma agência ou laboratório nacional, regional ou local que é associado a um ou mais governos municipais.
    •    Uma universidade ou grupo da sociedade civil que trabalha com inovação em cidades e que esteja associado a um ou mais governos municipais.
  6. A entidade candidata deve apresentar uma equipe de trabalho com entre 5 e 10 pessoas. A equipe deve incluir ao menos 3 oficiais do governo da cidade parceira.
  7. A entidade candidata, caso selecionada como equipe vencedora, deve se comprometer a participar de um processo de experimentação que durará aproximadamente 6 meses e começará imediatamente após o anúncio das equipes vencedoras. Todos os membros da equipe devem dedicar no mínimo 4 horas por semana ao longo de toda a duração do processo de experimentação. 
  8. As propostas devem ser enviadas em um dos seguintes idiomas: espanhol, inglês, português ou francês. 
  9. Enviar os seguintes documentos:
    •    Carta de recomendação de uma autoridade do governo municipal parceiro. Por exemplo, o prefeito ou a autoridade mais alta de um departamento/secretaria/ministério que faz parte da equipe de trabalho para esta solicitação. Por favor, utilize o Formulário A que está em anexo. 
    •    •    Informações sobre a experiência relacionada à inovação da entidade candidata. Utilize o Formulário B que está em anexo.

OBSERVAÇÃO: Uma entidade candidata pode candidatar-se com vários desafios, mas cada desafio deve ser enviado em uma candidatura separada.  Apenas um desafio por entidade será selecionado.

 

As propostas serão avaliadas com base nos seguintes critérios:

  1. Viabilidade de resolução do desafio através da inovação.   
  2. Impacto do desafio.
  3. O desafio responde às necessidades dos beneficiários. 
  4. Relevância da experiência e do histórico da entidade candidata no design e na implementação de soluções inovadoras.  
  5. Alianças estratégicas da entidade candidata com outras partes interessadas.
  6. Viabilidade de resolução do desafio através dos processos de experimentação.

Encontre mais informações sobre cada critério nas Diretrizes

 

A solicitação de propostas consiste de 4 fases: (i) Candidatura e avaliação, (ii) Processo de mentoria para 6 equipes semifinalistas para melhorar a definição do desafio, (iii) Pitch de apresentação do desafio das 6 equipes semifinalistas e (iv) Codesign e implementação do projeto-piloto das três equipes vencedoras. Cada fase é explicada abaixo:

  • Fase 1. Apresentação e avaliação. 

    Antes do prazo final de candidatura, o BID organizará duas sessões virtuais de informações para entidades interessadas na candidatura. Essas sessões virtuais serão realizadas em 15 de dezembro de 2021 às 11:00 EST e em 19 de janeiro de 2022 às 10:00 EST. Você pode se inscrever nessas sessões através dos links a seguir: 

    • Sessão de Informações 1 - 15 de dezembro de 2021    ​​
    • Sessão de Informações 2 - 19 de janeiro de 2022

    Todas as entidades interessadas em participar desta solicitação aberta devem preencher a candidatura on-line e enviar os documentos solicitados.

    Uma equipe de especialistas do BID revisará, analisará e avaliará as propostas recebidas de acordo com as exigências e com os critérios de avaliação estabelecidos. A equipe de especialistas selecionará 6 equipes semifinalistas que passarão para a próxima fase.

  • Fase 2: Processo de mentoria para melhorar a definição do desafio

    As 6 equipes semifinalistas participarão de um processo de mentoria para melhorar a definição do desafio e delimitá-lo. Além disso, as equipes serão preparadas para o pitch day.

    Todos os membros das equipes semifinalistas deverão participar das sessões de mentoria, que durarão aproximadamente 10 horas durante um mês. Os cronogramas serão definidos em um momento futuro, de acordo com a disponibilidade da equipe do BID e das equipes semifinalistas.

  • Fase 3: Pitch de apresentação do Desafio

    As 6 equipes semifinalistas farão um pitch para apresentar os desafios identificados em uma sessão virtual. Os especialistas do BID escolherão três equipes vencedoras.

  • Fase 4: Codesign e implementação do projeto-piloto

    As três equipes vencedoras receberão assistência técnica do Laboratório de Cidades do BID (de até US$ 35.000) para fazer o codesign e a implementação de um processo de experimentação que contribuirá para a resolução do problema identificado. As equipes vencedoras devem se comprometer a trabalhar de maneira proativa com a equipe do BID e a apoiar as equipes externas que serão contratadas. Estima-se que a equipe dedicará aproximadamente 4 horas por semana para trabalhar no processo de experimentação, que durará aproximadamente 6 meses. As equipes também devem contribuir com recursos humanos e equipamentos, entre outros recursos necessários para o design e a implementação do projeto-piloto.