CIUDADES PARA TODOS Perguntas frequentes

Perguntas frequentes

1. O que quer dizer “vulnerabilidade sistêmica”?

Para efeitos desta chamada, consideramos vulnerabilidades sistêmicas como: acesso deficiente a financiamento e soluções habitacionais de qualidade; acesso inadequado a serviços básicos; desconexão socioespacial dos bairros informais aos bairros formais; acesso limitado ou inexistente às tecnologias de informação e comunicação; vulnerabilidade e resiliência às mudanças climáticas e desastres naturais; e oportunidades de emprego formal limitadas.

2. Quais países podem participar?

Esta chamada para propostas é dirigida a entidades dos 26 países mutuários do BID, que são:

Argentina, Bahamas, Barbados, Belize, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, República Dominicana, Equador, El Salvador, Guatemala, Guiana, Haiti, Honduras, Jamaica, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Suriname, Trinidad e Tobago, Uruguai e Venezuela.

3. Quem pode participar?

Podem participar entidades que promovam a inovação urbana, como parte ou em aliança com as prefeituras. Por exemplo:

  • Um laboratório de inovação urbana ou um escritório/unidade de inovação que faz parte de uma prefeitura.
  • Uma agência de inovação nacional, regional ou local ou um laboratório associado a uma ou mais prefeituras.
  • Uma universidade ou grupo da sociedade civil, trabalhando com inovação nas cidades, que está associado a uma ou mais prefeituras.
     

4. O que quer dizer “experimentação”?

A experimentação é um meio para desencadear processos de inovação que geram soluções para desafios complexos. Por experimentos, queremos dizer provas de conceito, protótipos ou projetos de pequena escala (em termos de custo, escopo e duração) que nos permitem validar uma hipótese e avaliar a viabilidade de uma solução. Os experimentos são caracterizados por serem práticas de tentativa e erro, por serem de fácil adaptação e por terem estruturas de avaliação que permitem estimar seu impacto para avaliar o potencial de escala ou replicação.

5. O que significa “processos iterativos”?

São processos flexíveis, não lineares e cíclicos que envolvem múltiplas iterações ou repetições para melhorar e refinar um conceito. Por exemplo, o método de design thinking propõe um processo não linear que começa pela compreensão empática do problema através da análise e observação para definir os principais desafios a serem resolvidos. Em seguida, gera múltiplas ideias que são colocadas em prática, por meio de protótipos de baixo custo e fáceis de implementar, e finalmente testadas e avaliadas para identificar as melhores soluções para o problema definido. A experimentação geralmente leva a novas perguntas e observações, o que leva ao reinício do processo quando ainda não há tanto tempo ou recursos investidos no protótipo. Também pode acontecer que à medida que o processo de experimentação avança, ou mesmo na avaliação identifique-se algo que não funcionou, o que leva a retroceder alguns passos do processo e a aprender com os erros.

6. Em que consiste o processo de mentoria para melhorar a definição do desafio?

O processo de mentoria consiste numa série de sessões onde cada equipe semifinalista receberá conselhos para melhorar a definição do desafio apresentado. Esta tutoria vai ensinar metodologias e ferramentas que facilitam a identificação das principais causas e efeitos do desafio. Além disso, as equipes receberão apoio no preparo para a “seletiva”.

Todos os integrantes das equipes semifinalistas serão obrigados a participar das sessões de mentoria, que terão duração total de aproximadamente 10 horas durante um mês. Os horários serão definidos posteriormente, de acordo com a disponibilidade da equipe do BID e das equipes semifinalistas.

7. Como é a seletiva?

A seletiva é uma sessão virtual é uma sessão virtual em que as equipas semifinalistas vão apresentar de forma estruturada os desafios que identificaram nas suas cidades e porque vale a pena enfrentar tais desafios pelo processo de experimentação. Elas serão avaliadas pela equipe de especialistas do BID, que escolherá três vencedoras. No dia da seletiva, cada equipe terá um horário específico para fazer sua apresentação.

8. O que é a assistência técnica?

Para os fins desta chamada, assistência técnica é definida como o processo de capacitação e transferência de conhecimento que a equipe do BID proporcionará às equipes vencedoras para a implementação de processos de experimentação iterativa.

Estima-se que as equipes vencedoras terão que dedicar aproximadamente 4 horas de trabalho por semana ao longo do processo de experimentação (aproximadamente 6 meses).

9. Com quem devo falar se eu tiver dúvidas sobre o processo de inscrição?

Para resolver questões relacionadas ao processo de inscrição, o BID organizará duas sessões informativas virtuais. Essas sessões virtuais serão realizadas em 15 de dezembro de 2021, às 11h EST, e em 19 de janeiro de 2022, às 10h EST. Você pode se inscrever para essas sessões por meio dos seguintes links:

Para perguntas sobre problemas associados a falhas técnicas no formulário de inscrição, entre em contato pelo e-mail: BIDCitiesLab@iadb.org, antes do prazo final de envio.

10. Em que idiomas posso enviar a inscrição e os documentos de qualificação?

A proposta e todos os documentos de qualificação podem ser apresentados em espanhol, inglês, português ou francês.

11. Quais informações eu preciso preencher para me inscrever online?

Clique aqui (diretrizes) para ver as informações necessárias, mas lembre-se de SE INSCREVER ONLINE.

12. Posso incluir anexos para complementar minha inscrição?

Sim, mas apenas nas seções indicadas na candidatura online e nos formatos indicados.

13. Qual é o prêmio?

O BID fornecerá às três equipes vencedoras uma assistência técnica de até US$ 35.000,00 (trinta e cinco mil dólares) para trabalhar em um processo de experimentação iterativa que inclui o co-planejamento, implementação e avaliação de um protótipo ou projeto piloto para resolver o desafio apresentado. É importante esclarecer que o valor não será entregue como recursos financeiros em dinheiro ou em espécie, mas financiará os serviços de implantação do projeto.

14. Que serviços podem ser financiados para a implementação do projeto piloto?

Serão financiados serviços de consultoria (consultores individuais ou firmas) que contribuam para o desenho, implementação e avaliação do projeto piloto. A organização e facilitação de workshops, eventos, ativações, entre outros, também podem ser financiados. A compra de equipamentos, bens, software, infraestrutura etc. não será financiada.