O CONCURSO

O BID UrbanLab é um concurso universitário destinado a buscar soluções criativas e ideias inovadoras para os problemas urbanos da América Latina e do Caribe (ALC), em parceria com estudantes, professores universitários e jovens profissionais. Seu objetivo é atuar como incubadora de talentos jovens em questões urbanas, a partir de uma rede de trabalho com universidades; fechar a lacuna entre os jovens e o mercado de trabalho; e promover um espaço participativo para a discussão dos paradigmas da disciplina.

Após o sucesso das duas primeiras edições internacionais do concurso – em 2015, no bairro de Curundú, Panamá e em 2016 na cidade de Santa Marta, Colômbia– uma terceria edição, em parceria com a Província de Mendoza, Argentina, está em curso em 2017. Concomitantemente a esta terceira edição internacional, o BID, por meio da sua Divisão de Habitação e Desenvolvimento Urbano (HUD), lança agora a primeira edição nacional do UrbanLab, na cidade do Natal – capital do Estado do Rio Grande do Norte. Esta nova edição, que convida a participar unicamente a universidades brasileiras, busca o desenvolvimento de um projeto urbanístico, social e patrimonial de caráter integral, multissetorial, inovador e sustentável, para um polígono de intervenção no histórico bairro da Ribeira.

PRÊMIOS

Dentre todas as equipes participantes do concurso, o júri escolherá três equipes finalistas. Um membro de cada equipe finalista, acompanhado do docente supervisor, terá a oportunidade de apresentar seu projeto final à banca de jurados do concurso e a especialistas internacionais na sede do BID, em Washington, D.C. (EUA), convidados pela Comissão Organizadora do BID UrbanLab. Após as apresentações, os jurados votarão na melhor proposta e se realizaráa cerimônia de premiação.

Um número máximo de três participantes da equipe vencedora do concurso terá a oportunidade de validar e adaptar a sua proposta urbana, trabalhando por um tempo determinado (entre fevereiro e março de 2018) no Natal, no Rio Grande do Norte, em parceria com técnicos locais, a Prefeitura do Natal, especialistas do BID, do Ministerio das Cidades, da CAIXA e outros atores relevantes. A Comissão Organizadora do BID UrbanLab arcará com as despesas relativas a deslocamentos, acomodações e diárias na cidade.

Adicionalmente, a equipe vencedora receberá a quantia de US$ 5.000. Os projetos apresentados no concurso receberão certificados de reconhecimento e serão exibidos em exposição temporária na sede do BID em Washington, D.C.
Cerimônia de Premiação
EQUIPES FINALISTAS
US$ 5.000
EQUIPE
VENCEDORA
Fase de Validação
VENCEDOR
TRABALHA NA CIDADE
Certificados de
Reconhecimento
EQUIPES
DESTACADAS

REQUISITOS

A Comissão Organizadora do BID UrbanLab convida para participar do concurso estudantes de graduação que estejam cursando os dois últimos anos do curso universitário (cursos de quatro a cinco anos), estudantes de pós-graduação em qualquer especialidade e professores universitários, na função de supervisores. As equipes podem ter em sua composição (dentro do limite de membros), até dois jovens profissionais. Todos os participantes deverão formar, obrigatoriamente, equipes multidisciplinares de no mínimo quatro e no máximo seis membros, que atendam às seguintes condições:
Cada equipe deverá fazer o upload na plataforma web da documentação de todos os seus membros que cumprirem os requisitos solicitados abaixo para participar do concurso:
Para mais informações, leia as REGRAS DO CONCURSO aqui

CRONOGRAMA

Abertura do processo de inscrição: 5 de junho de 2017

Data de encerramento das candidaturas e envio de propostas da Fase I: 5 de agosto de 2017

Publicação das equipes classificadas para a Fase II: 21 de agosto de 2017

Data final para a entrega de projetos na Fase II: 21 de outubro de 2017

Publicação das equipes finalistas: 11 de novembro de 2017

Etapa de preparação para as equipes finalistas:  entre 12 e
29 de novembro de 2017

Apresentação final e cerimônia de premiação: 30 de novembro de 2017

Fase de validação em Natal - RN: entre fevereiro-março 2018

* Todos os prazos terminam às 17:00 h (Horário de
Washington D.C., EUA, EST).

BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO

Desde a sua fundação em 1959, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) vem apoiando o desenvolvimento regional da América Latina e do Caribe (ALC) por meio de soluções inovadoras e eficazes para os desafios de desenvolvimento econômico, social, institucional e ambiental da região. O trabalho do BID ao longo desses anos, auxiliando seus clientes na elaboração de projetos e oferecendo assistência financeira, técnica e serviços de conhecimento em apoio a várias intervenções, tem desempenhado um papel fundamental para assentar as bases do desenvolvimento sustentável e de redução da pobreza e da desigualdade existentes na região.

Nas últimas décadas, a ALC enfrentou um processo acelerado de urbanização. A rapidez dessa expansão ultrapassou as possibilidades e capacidades das administrações das cidades que, como resultado, enfrentam desafios decorrentes da falta de planejamento e controle do uso do solo, o que provocou uma expansão e um aprofundamento das desigualdades, que são insustentáveis em termos urbano, ambiental e físico. Assim, as cidades enfrentam o desafio de atender às demandas geradas pelo crescimento urbano, procurando implantar instrumentos eficientes para orientar esse crescimento, prestar serviços de qualidade que sejam acessíveis a toda a população e concentrar esforços para atender à população de menor renda das cidades. As cidades do Brasil se inserem neste contexto.

O BID, comprometido em apoiar as cidades no enfrentamento dos desafios que esse crescimento gera e na busca de respostas, criou em 2011 o Programa Cidades Emergentes e Sustentáveis, um programa de assistência técnica que busca ajudar as cidades de médio porte da ALC na identificação, priorização e estruturação de projetos, a partir de uma abordagem multidisciplinar que integre sustentabilidade ambiental e mudança climática, desenvolvimento urbano integral, sustentabilidade fiscal e governança. Para fortalecer essa experiência, o Banco decidiu criar, em 2016, a Divisão de Habitação e Desenvolvimento Urbano (HUD), com a intenção de estender a totalidade dos benefícios da urbanização a todos os residentes urbanos da região e aprofundar as soluções necessárias para continuar melhorando vidas.

Para mais
informações, visite: http://www.iadb.org/ciudades

Em parceria com:

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL (CAIXA) é uma instituição financeira, sob a forma de empresa pública do governo federal brasileiro, com patrimônio próprio e autonomia administrativa com sede em Brasília (DF) e com filiais em todo o território nacional. É uma pessoa jurídica autônoma, vinculada ao Ministério da Fazenda. A Caixa atua como prestadora de serviços de natureza social, na promoção da cidadania e do desenvolvimento sustentável do país, como instituição financeira, agente de políticas públicas e parceira estratégica do Estado brasileiro. A sua missão é: “Atuar na promoção da cidadania e do desenvolvimento sustentável do país, como instituição financeira, agente de políticas públicas e parceira estratégica do Estado brasileiro”.

Para mais informações, visite:  http://www.caixa.gov.br/

PREFEITURA DO NATAL, representada pelo prefeito Carlos Eduardo Nunes Alves, está situada na região Nordeste do Brasil, é a capital do estado do Rio Grande do Norte, tendo uma população estimada de 877,6 mil habitantes em 2016 (IBGE). Foi fundada em 1599 às margens do rio Potengi, sendo conhecida por suas belezas naturais, lindas praias, dunas, lagoas, coqueiros e peculiaridades históricas. “Em 1942, a posição geográfica de Natal foi classificada como: "um dos quatro pontos mais estratégicos do mundo" pelo Departamento de Guerra dos EUA, com Suez, Gibraltar e Bósforo. A cidade ficou então conhecida como "Trampolim da Vitória", onde aviões vindos da Europa abasteciam e seguiam para a África” (Folha 2003). Dos 17 estados do Brasil banhados pelo oceano atlântico, o Rio Grande do Norte é o 10° estado com a maior extensão litorânea do país e, dos 26 estados da federação, o 20° colocado em área territorial. Natal é o 7° destino turístico nacional (Ministério do Turismo). Com uma localização geopolítica estratégica no extremo oriental da região nordeste, um dos pontos mais próximos entre o Brasil e a Europa e o Brasil e a África.

Para mais informações, visite: https://natal.rn.gov.br/


MINISTÉRIO DAS CIDADES foi criado em 1º de janeiro de 2003. A sua criação constituiu um fato inovador nas políticas urbanas, na medida em que superou o recorte setorial da habitação, do saneamento e dos transportes (mobilidade) e trânsito para integrá-los levando em consideração o uso e a ocupação do solo. A missão do Ministerio é: “melhorar as cidades, tornando-as mais humanas, social e economicamente justas e ambientalmente sustentáveis, por meio de gestão democrática e integração das políticas públicas de planejamento urbano, habitação, saneamento, mobilidade urbana, acessibilidade e trânsito de forma articulada com os entes federados e a sociedade. ”

Para mais informações, visite: http://www.cidades.gov.br/

El proceso de aplicación es manejado por YouNoodle.